Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Artigo de Opinião por Óscar Rosas
A autoridade é, desde sempre, um valor inalienável do treinador.
Se a perde o mais certo é, mais cedo ou mais tarde, ter de sair por sua decisão ou “chicoteado”.

E isto independentemente dos resultados.
Pergunta-se: e porque perde o treinador a autoridade? Responde-se: ou porque não é, de facto, um líder e quanto a isto não há nada a fazer, ou então (situação muito frequente) porque essa autoridade se transferiu para um núcleo duro dos seus jogadores.
Se na primeira situação é normal ver-se treinadores a quererem impor autoridade, a darem ordens e os jogadores a obedecerem ou não (consoante as ordens ou o seu apetite) no segundo caso foi porque o treinador não percebeu com que jogadores teria de partilhar as chaves do grupo sem perder autoridade.
Mas perceber isto não é para todos.

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.