Trio da frente mantém distâncias
Como embate entre Gualtar e Aves terminou empatado, o Póvoa Futsal foi a única equipa na primeira metade da tabela classificativa a vencer em todas as frentes. Ao vencer em Mogadouro, quinto classificado, encurtou para um ponto a diferença pontual para o líder Aves e aumentou a diferença pontual para o terceiro classificado Gualtar de dois para quatro pontos e para o quarto classificado S. Mateus que empatou a quatro em Macedo de Cavaleiros.

Na segunda metade da tabela classificativa, depois de Nelo Darque ter assumido o comando técnico de Nogueiró e Tenões, a equipa famalicenses está em recuperação e já é sexto em igualdade pontual com o Mogadouro, também Macedense após o empate caseiro descola-se de Valpaços e estes estão em queda após nova derrota fora de portas e já tem à perna a única equipa que conseguiu vencer fora de portas, a Casa do SL Benfica de Vila Pouca de Aguiar e os aguiarenses após não ter conquistado nas primeiras cinco jornadas, nas últimas três conquistaram sete pontos e atiram o atiram o seu adversário da jornada, FC Piratas de Creixomil para a última posição. 
ADC Gualtar/Meltino Vs CD Aves/VIA: 3-3 (ver resumo em vídeo)
Um jogo onde o ADC Gualtar foi para o intervalo a vencer pela margem mínima com um golo de Carlitos que no interior da área não enjeitou um ressalto de bola após defesa do guardião avense. Na segunda parte Tiago Ribeiro aos vinte e quatro minutos num golo com um gesto técnico primoroso (vale a pena ver) amplia a vantagem e a nove minutos do final é Pedro Henriques a encostar ao segundo poste uma bola roubada no meio campo. Quando tudo parecia que iria acontecer a primeira derrota para os avenses, Hugo Oliveira aposta no guarda-redes avançado e em apenas dois minutos repõe a igualdade com golos de Zá Rui, Ismael e Alex.


CA Mogadouro Vs Póvoa Futsal C: 3-5
Apesar do frio, dimensões da área de jogo e a adesão do publico que faz com que os jogadores se sintam mais motivados,  o Póvoa Futsal como é seu timbre voltou a entrar quente e a escaldar entrou Zé Marau que aos cinco minutos bisava após ter marcado no primeiro minuto. 
CA Mogadouro faz da sua força física uma vantagem e reduziu à passagem dos doze minutos por Castro, três minutos depois Ricardo Fernandes estreia-se a marcar em jogos oficiais pelo Póvoa Futsal e repõe a vantagem de dois golos. Vantagem essa, que foi novamente reduzida um minuto depois por Muritiba, e assim se chegou ao intervalo com os poveiros em vantagem pela diferença mínima.
Para a segunda parte aos vinte e sete minutos Sérginho amplia a vantagem e seis minutos depois Guilherme Silva marca na sua própria baliza e coloca os poveiros com três golos de vantagem. Nos sete minutos finais o máximo que o Mogadouro conseguiu foi reduzir a desvantagem com um golo de Ricardo Júnior a cinco minutos dos quarenta.
Para Miguel Marinho da equipa técnica do Póvoa Futsal Clube, diz que ”assistimos a um grande jogo de futsal” a fala do bom momento dos poveiros, “O Póvoa Futsal mostrou uma união fantástica, antes, durante e no final do jogo, estão de parabéns e isto sim é o mais importante para uma equipa fazer um caminho tranquilo”, e como na próxima semana para o campeonato para se jogar a segunda eliminatória da Taça de Portugal, Miguel Marinho já fez o lançamento do jogo que vão disputar com o Boavista FC em casa destes, “Na Taça de Portugal defrontamos um histórico do futsal e vamos trabalhar para no sábado estarmos bem para podermos prosseguir na competição”.
O plante do Póvoa Futsal ficou mais reduzido com a saída do Pivô de trinta e oito anos Adriano Mide.  O brasileiro representava desde o inicio desta época os poveiros naquela que era a sua segunda passagem pelo plantel do Póvoa Futsal C.
GD Macedense Vs ADC S. Mateus: 4-4
Num jogo com inicio electrizante aos cinco minutos já se tinham marcados três golos, os primeiro dois para a equipa da casa como o golo inaugural a aparecer ao terceiro minuto por Padilha, no minuto seguinte Baptista amplia a vantagem e um minuto depois Rego reduz a desvantagem mas no minuto sete Padilha bisa e coloca de novo o Macedense com vantagem de dois golos, mas esta vantagem foi perdida até ao intervalo com o S. Mateus ao minuto quinze a reduzir por Diogo Sousa e três minutos depois André Pessoa empata a partida a três, resultado que se chegava ao intervalo. Para a segunda parte a meio desta etapa o S. Mateus colocasse pela primeira vez em vantagem mas a três minutos do final essa vantagem é perdida com Ferreira a marca para a equipa da casa.
ADC Nogueiró e Tenões Vs Valpaços Futsal C.: 4-3
Na sua estreia como treinador do Nogueiró e Tenões na receção ao Valpaços, Nelo Darque quase via a fugir a primeira vitória depois de ir para a segunda parte a vencer por três golos, tendo marcado para os bracarenses, Sérgio (3’), o segundo foi marcado pelo melhor marcador da equipa, Tita (16’) e Regis (18’) fecha a contagem da primeira parte.
Depois de “dominado” na primeira parte, na segunda o Valpaços reagiu e pagou com a mesma moeda e chegava ao empate a cinco minutos dos quarenta, com Ferreira a bisar (25’ e 33,) e Antucho Espinosa a empatar a partida aos trinta e cinco minutos.
Os pupilos de Nelo Darque ainda tiveram forças para ofereceram a segunda vitória consecutiva ao seu público com a obtenção do golo da vitória a dois minutos do final por intermédio de Marcos.
Casa SL Benfica de Vila Pouca de Aguiar Vs FC Piratas de Creixomil: 5-2
Não temos informações sobre este jogo mas aconteceu o que tínhamos previsto face aos momentos das duas equipas, com a vitória a sorrir para a equipa da casa.

9ª Jornada – Projecção portuense:
A última jornada da primeira volta realiza-se apenas a vinte e seis de novembro devido à paragem no próximo fim-de-semana para se realizar a segunda eliminatória da Taça de Portugal.
CD Aves/VIA (1º) Vs (9º) Casa SL Benfica de Vila Pouca de Aguiar: (1 X 2)
Apesar do momento dos aguiarenses o Aves tem tudo para manter a distância para o seus mais diretos adversários, mas atenção este Benfica aguiarense já roubou pontos em casa de um dos candidatos, foi ao ADC Gualtar, por isso nada de facilitismos, porque pode acontecer surpresa.
Póvoa Futsal C. (2º) Vs (7º) GD Macedense: (1 X 2)
O resultado normal do Macedense fora de Portas, é ser goleado, apenas uma vitória e pela margem mínima nessa condição, e apesar de virem moralizados com um empate caseiro diante o S. Mateus, o Póvoa Futsal tem a obrigação de conquistar os três pontos.
Restantes encontros:
Valpaços Futsal C (8º) Vs (3º) ADC Gualtar/Meltino: (1 X 2)
O terceiro classificado viaja até Valpaços e deverá com maior ou menor dificuldade trazer os três pontos para Braga, até porque o Valpaços tem vindo a cair na tabela classificativa.
ADC S. Mateus (4º) Vs (6º) ADC Nogueiró e Tenões: (1 X 2)
Apenas um ponto a separar as duas equipas e se S. Mateus em casa tem sido mandão (apenas perdeu um jogo diante o Póvoa Futsal) não é menos verdade que o Nogueiró e Tenões vende caro os jogos disputados fora de portas por isso a tripla.
FC Piratas de Creixomil (10º) Vs (5º) CA Mogadouro: (1 X 2)
Com o Piratas de Creixomil em decréscimo, o Académico Mogadouro poderá aproveitar para regressar à vitória após três jornadas.

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.