Vais ser uma luta entre duas equipas portuenses
Com a realização da primeira jornada da segunda volta, está quase definido as equipas que vão lutar para a segunda fase de apuramento para a terceira fase, será a dois e ambos podem ser apurados para a fase seguinte, é que são apurados os primeiros classificados de cada série incluindo a açoriana e os melhores cinco segundos classificados das série do continente.

Ou seja só um dos segundos classificados das séries do continente não irá à segunda fase de apuramento para a terceira fase e após esta jornada, o clube que está nessa posição é o CD Fátima (Série D) que obteve 2,1 ponto por média de jogo contra os 2,11 pontos por jogo do AM Portela/Zona Óptica da Série E.
Assim CD Aves/VIA que lidera a Série e Póvoa Futsal C. que ocupa a segunda posição, estão numa posição privilegiada e os poveiros são a segunda melhor equipa a par do Portimonense SC (Série F) dos que ocupam a segunda posição, apenas o Lamas Futsal AD da Série C estão à frente sendo a equipa de Luís Moreira a melhor segunda classificada, já que detém os mesmo pontos do Viseu 2001 ADSC que lideram a Série.

Assim sendo a equipa do ADC Gualtar/Meltino volta a entrar mal depois de na jornada inaugural ter empatado a zero em casa, desta feita na visita ao ADC S. Mateus foi goleado por quatro golos sem resposta.
Diogo Sousa abriu a contagem aos doze minutos e dois minutos antes do intervalo, Rui Rego e André Pessoa ampliam a vantagem, resultado a que se chegou ao intervalo. Na segunda parte o ADC S. Mateus geriu o marcador e ainda teve tempo de ampliar a vantagem para o 4-0 com um golo de Pedro Ferreira a seis minutos do final da partida.
Com esta vitória o ADC S. Mateus regressa às vitórias após dois empates nas duas jornadas anteriores e encurtou a distância para o seu adversário de jogo sendo agora uma desvantagem de apenas um ponto, quanto ao ADC Gualtar/Meltino perde quase definitivamente o comboio das duas primeiras posições, estando já a nove pontos e mantém a sua fase negativa e nos últimos seis jogos apenas por uma vez conquistou os três pontos e empatou por três vezes, sofrendo duas derrotas.

Quem podia ter alcançado o ADC Gualtar/Meltino na terceira posição era o CA Mogadouro, mas não conseguiu capitalizar a vitória da jornada anterior em Valpaços e na deslocação ao GD Macedense foi goleado por 5-1. Nuno Padilha abriu o marcador aos oito minutos e quatro minutos depois Luís Barroso amplia a vantagem, no minuto quinze assistimos a dois golos Vítor Luís marca para o Mogadouro e reduz a desvantagem mas logo a seguir Ivo Mota repõe a vantagem e a primeira parte não termina sem que Nuno Padilha fechasse a contagem da primeira parte obtivesse o seu segundo golo no jogo a dois minutos do intervalo.
Na segunda parte o marcador voltou a funcionar e para a equipa da casa com Luís Barroso, também ele a bisar e a fechar a contagem.
Com esta vitória o GD Macedense trava um ciclo de quatro jogos sem vencer, tendo conquistado apenas um ponto e não deixa fugir o Valpaços como também alcança o ADC Nogueiró e Tenões e foge às duas últimas posições, ocupando apesar da vitória o oitavo posto em igualdade pontual com o Valpaços que ocupa a sexta posição.
Já o Mogadouro perdeu a quarta posição para o ADC S. Mateus e passou para a quinta posição com apenas dois pontos de vantagem do trio perseguidor.

Valpaços Futsal C. vai para o segundo jogo sem perder, recebeu e venceu a Casa SLB de Vila Pouca de Aguiar por 5-2. Vila Pouca de Aguiar que nos últimos quatro encontros terminam com sete golos na partida e os últimos três o resultado foi sempre o mesmo (5-2) tendo vencido um e perdido os outros dois. Tiago Calado não se fez rogado e fez o marcador movimentar-se aos quatro minutos para a equipa da casa, mas três minutos depois Luís Rodrigues empata a partida e foi com este resultado que se chegou ao intervalo. Na segunda parte e com cinco minutos jogados, Domingos Pereira coloca novamente a equipa da casa em vantagem e nos cinco minutos seguintes marcam por mais duas vezes, aos vinte e sete por Antucho Espinosa e aos trinta é a vez de Stefano Nicomédio a marcar, aos trinta e cinco Rafael Gonçalves reduz e a um minuto do final, o resultado foi fechado por que o abriu, Tiago Calado.
Com esta vitória o Valpaços ultrapassa o ADC Nogueiró e Tenões embora estejam em igualdade pontual e ficam apenas a dois pontos do Mogadouro, quanto aos benfiquista de Vila Pouca de Aguiar continuam na nona posição e agora a quatro pontos do trio que Valpaços/Nogueiró/Macedense.

A goleada da jornada foi perpetrada pelo líder CD Aves/VIA que receberam o último classificado FC Piratas de Creixomil vencendo por oito golos sem resposta. O resumo dos golos e marcadores podem vê-los no vídeo com destaque para o oitavo golo de Tiago Pinto num livre de dez metros superiormente marcado pelo atleta avense.
Relativamente à posição classificativa o CD Aves mantém-se na liderança com um ponto de vantagem sobre o Póvoa Futsal, enquanto o FC Piratas Creixomil está cada vez mais afundado na última posição.

Póvoa Futsal C. não larga o CD Aves /VIA do topo da classificação, ao vencer na receção a ADC Nogueiró e Tenões por 5-2, alcançando a quinta vitória consecutiva mantendo o mesmo resgisto que os avenses já que foi após no confronto entre os dois que terminou empatado a dois que iniciaram esta série de vitórias consecutivas.
Os poveiros chegaram ao intervalo a vencer por três golos sem resposta, na segunda parte a equipa comandada por Joaquim Augusto e Miguel Marinho geriram a vantagem com ambas equipas a marcarem dois golos cada fixando o resultado em 5-2 para a equipa da casa.
Os golos poveiros foram marcados por Pirata, Serginho, João Carvalho, Ricardo Fernandes e Danny.
Para Miguel Marinho que faz dupla técnica com Joaquim Augusto, começou por referir a moldura humana presente no pavilhão, “O Póvoa Futsal começa em casa a segunda volta do campeonato com o público a aderir em massa, realizamos uma exibição consistente e com qualidade, perante um adversário difícil e bem orientado”, continuando a falar do jogo, considera que, “realizamos uma primeira parte de luxo e a comprovar o resultado de três a zero após os primeiros vinte minutos, no segundo tempo com alguns pormenores individuais e colectivos que deliciaram os presentes”, considerando que a exibição foi, “cinco estrelas”, e a sua reacção à jornada passa por elogiar a equipa adversária, “tal como na primeira volta, volto a dizer que o futsal precisa de gente assim, mais uma vez a postura da Nogueiró, foi excelente”, e termina, evidenciando a aposta na formação, “também importa salientar a presença de três juniores, chamados pela equipa técnica para fazer parte deste jogo, e esperamos que os mesmos continuem a trabalhar e a ajudar a crescer o nosso Póvoa Futsal.”

11.ª Jornada – Antevisão
Na próxima jornada o maior destaque vai precisamente para a deslocação do Póvoa Futsal C. a Braga, para defrontar a única equipa que a derrotou o ADC Gualtar/Meltino. A equipa bracarense vem de três resultados nada positivos, dois empates e uma derrota, o momento pode não ser bom para os pupilos de José Vasconcelos, mas é uma equipa que de um momento para o outro pode transformar-se pois tem valores individuais para isso, apesar de neste momento o favoritismo possa recair mais um pouco para os poveiros, não arrisco um vencedor, é certamente um jogo de tripla.

O CD Aves/VIA vai a Mogadouro defrontar o Académico local, na primeira volta o Aves superiorizou-se em casa por 4-1 e vai encontrar uma equipa que após a vitória diante o ADC Gualtar/Meltino contabiliza cinco derrotas consecutivas. O CA Mogadouro como visitado alcançou três vitórias e duas derrotas e certamente o CD Aves/VIA vai equilibrar este número, pois é favorito à conquista dos três pontos.

O ADC S. Mateus joga em casa da Casa SLB de Vila Pouca de Aguiar e na primeira volta o resultado foi desequilibrado com os famalicenses a vencerem os aguiarenses por 10-4, os aguiarenses tiveram o seu melhor período entre a sexta e oitava jornada, onde conquistou os sete pontos que detém, voltando ao registo que teve nas primeiras cinco jornadas que foram as derrotas e depois do brilhante período regressou às derrotas e o ADC S. Mateus certamente não será o melhor adversário para inverter o circulo, por isso apostamos na vitória da equipa famalicense.

Valpaços Futsal C. poderá ser uma das equipas vencedoras da jornada e até poderá subir na classificação se conseguir vencer em Creixomil, os Piratas locais, na primeira volta o confronto entre estas duas equipas os vimaranenses saíram vencedores, mas desta feita o Valpaços poderá tirar partido da má fase que o Piratas está a passar, pois não conquistam qualquer ponto desde a terceira jornada e já vão em sete derrotas consecutivas e podem não parar por aqui, por isso o favoritismo para os visitantes.

E será o Valpaços que em caso de vitória aproveitará o confronto entre as duas equipas que o acompanham na classificação, pois o ADC Nogueiró e Tenões recebe o GD Macedense, se na primeira volta foi um empate a três, nesta jornada poderá acontecer um resultado equilibrado com uma das equipas a vencer pela margem mínima, apesar do Macedence vir de uma vitória sobre o Mogadouro o Nogueiró e Tenões só tem perdido pontos com equipas da primeira metade da tabela classificativa, por tudo isto uma tripla.



Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.