Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

ADCR Caxinas – Primeira derrota
E acabou por acontecer a primeira perda de pontos do ADCR Caxinas e logo com uma derrota, terminando assim uma série de dez vitórias consecutivas para o campeonato, apesar da derrota o conforto da vantagem que tem para o segundo classificado GDR Retorta pouco se alterou, já que os valonguenses empataram na Maia diante o Arsenal C. Parada.

Nesta altura a vantagem entre primeiro e segundo classificado é de dez pontos, já do segundo para o terceiro a vantagem ficou reduzida para dois pontos após a vitória gorda do CD Aves/Emeserv.pt na receção ao USC Paredes. Com esta vitória os avenses regressaram ao terceiro posto relegando o ACR Lordelo para a quarta posição após o empate na casa do GD Viso.
Quem mais beneficiou nesta jornada foi mesmo o CA Mogadouro a equipa que conseguiu roubar pontos pela primeira vez ao líder, e com esta vitória e face ao empate do Viso e o cancelamento do jogo devido ao piso escorregadio entre a AR Freixieiro e ADC S. Mateus, ascendeu três posições para o sexto lugar ficando apenas a dois pontos do quinto classificado Arsenal C. Parada. (Redação)
Fique a saber como foram os jogos desta jornada:
O lider incontestado Caxinas deslocou-se a Mogadouro e perdeu, pela primeira vez, por 3-4. Num jogo em que os visitados priviligiaram as transições rápidas em contraponto ao jogo de posse do Caxinas o resultado era de 2-2 ao intervalo. Na segunda parte o Mogadouro chegou ao 3-2 mas, a cerca de um minuto do final, o Caxinas chegou ao empate. Num último folego os visitados chegaram ainda ao 4-3 a poucos segundos do fim. Nos derradeiros lances da partida os visitantes jogaram 5x4 e podiam ter empatado mesmo a terminar o encontro. De referir que o Mogadouro teve dois atletas expulsos (ambos por acumulação de amarelos), um na primeira parte e outro na segunda. No final, sobretudo pela atitude competitiva demonstrada pela equipa da casa, o Mogadouro mereceu a vitória.
O Viso recebeu o Lordelo e empatou 2-2. Numa primeira parte de claro domínio dos visitados, que assumiram sempre o comando do jogo, alternando pressão alta com pressão média, foi o Lordelo que chegou ao intervalo a vencer por 0-1, mercê de um golo obtido aos dezassete minutos na sequência dum livre.

Na segunda parte o Viso entrou novamente pressionante, procurando o golo que surgiu ao vinte e um minutos. E aos trinta minutos verificou-se a reviravolta no marcador (2-1). Mas aos trinta e quatro minutos, Bruneixas foi expulso por insultos ao arbitro. O Viso aguentou esses dois minutos sem sofrer golos. Mas aos trinta e nove minutos verificou-se a expulsão do atleta da casa Fábio Lopes e penalti para os visitantes, que na transformação do mesmo, chegaram ao empate final. Resultado muito penalizador para a equipa da casa.
O Arsenal recebeu o Retorta e empatou 2-2. Os visitantes entraram bem no jogo e chegaram ao 0-2. Destaque para o segundo golo dos visitantes, uma chapelada de trinta metros de Daniel Vale. O Arsenal equilibrou e reduziu para 1-2, resultado com que se chegou ao intervalo. Para a segunda parte o equilibrio imperou. O Arsenal chegou muito cedo as cinco faltas (faltavam ainda jogar cerca de quinze minutos), e empatou na transformação duma grande penalidade. A 1’26’’ do final registou-se a expulsão de Cali por acumulação de amarelos (já na primeira parte se tinha verificado a expulsão do atleta visitante João Mota). A jogar 4x3 o Arsenal podia ter marcado numa finalização fácil ao segundo poste que não se concretizou. No final empate que se aceita.
O Aves recebeu o Paredes e venceu por 5-0. Ao intervalo vencia por 1-0. Na segunda parte o Aves subiu a qualidade do seu jogo e o resultado avolomou-se até aos 5-0 finais. Mas o Paredes podia, e merecia, ter marcado golos nesta partida. Marcadores dos golos: Cueca, Rasteiro, Kaka e Guedes(2). Vitória certa da melhor equipa em campo.