Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Póvoa Futsal Clube é o novo campeão! 
Começo por dar os parabéns ao Póvoa Futsal Clube, com uma palavra especial para a sua equipa técnica e claro, para os jogadores que muitos quilómetros correram para chegar a este título.

Em resumo, a equipa da Póvoa foi a melhor do campeonato. Nunca se vence uma prova destas por sorte, mas sim por competência e regularidade. O Póvoa Futsal Clube foi sempre uma equipa muito organizada, muito difícil de bater e com executantes acima da média.
E numa fase do campeonato em que lhes apareceram os jogos mais difíceis pela frente, souberam manter a identidade e ultrapassar os adversários um a um, chegando ao título ainda com um jogo para disputar.
Mesmo quando entraram a perder nos jogos souberam dar a volta. Mesmo quando jogaram contra equipas que ofensivamente eram excelentes, souberam defender a sua baliza. Ou seja, esta equipa soube atacar quando devia e defender quando devia. Não há campeões sem sorte, mas de certeza absoluta que também não há campeões sem mérito. E esta equipa é a justa vencedora desta competição. PARABÉNS PÓVOA FUTSAL CLUBE!
Começando precisamente pelo Póvoa Futsal Clube, a equipa poveira começou por dar um passo importante para o título ao vencer o jogo em atraso frente ao vizinho Rio Ave FC, por 0-2, na última sexta feira. Sabía-se da excelente segunda volta da equipa de Vila do Conde e, a jogar em casa, iria com toda a certeza ser um adversário difícil para o Póvoa. Mas, mais uma vez, com muita competência a equipa da Póvoa conseguiu levar os três pontos e ficar assim a um mero ponto do título.
E foi nesta penúltima jornada que a equipa do Póvoa Futsal Clube chegou ao título, ultrapassando mais um muito difícil adversário, indo a casa do FC Unidos Pinheirense B vencer por 1-3. Podem ver o resumo e ouvir as declarações do treinador campeão aqui no nosso portal.
No segundo lugar mantém-se a equipa do CCD Ordem, que recebeu e venceu o Rio Ave FC por 5-3. A equipa da Ordem confirmou assim o título de campeã da segunda volta, até agora só com vitórias e apenas um empate, frente aos campeões Póvoa Futsal. Agora basta um ponto na ida ao reduto da Casa FCP Rio Tinto na próxima jornada para seguirem para a Taça Nacional. Já o Rio Ave FC desceu para o oitavo lugar, mercê da vitória da ADC Santa Isabel nesta jornada. Mas nada apaga a excelente segunda volta da turma de Vila do Conde.
No quarto posto segue o Boavista FC, que não foi além de um empate em casa frente à Casa FCP Rio Tinto. A equipa de Rio Tinto jogava a permanência neste jogo, dando tudo para conseguir sair com os três pontos. No entanto, o empate não lhes serviu, acabando por ficar matematicamente em zona de descida, estando a uma jornada do fim no décimo segundo lugar a quatro pontos do décimo. Já o Boavista FC ainda pode chegar ao terceiro lugar, mas terá que esperar que o Matosinhos perca pontos na última jornada.
A ADC Santa Isabel foi vencer, sem surpresas, ao terreno do último classificado, o CR Bougado, por 1-6. A equipa de Bougado tem ainda um jogo, mais o complemento do jogo em atraso frente ao Boavista FC, para tentarem sair desta prova com pontos. Já a ADC Santa Isabel subiu ao sétimo posto, por troca com o Rio Ave FC.
Na luta pela manutenção a JD Gaia foi a casa do GDR Retorta vencer por 0-2. A equipa da casa precisava de vencer para manter alguma esperança na manutenção, mas os de Gaia também. Assim, a vitória acabou por pender para o lado dos visitantes, que agora têm um jogo em atraso frente à AR Restauradores Brás Oleiro e o jogo da última jornada, frente ao CR Bougado, para tentarem a fuga à despromoção. O GDR Retorta acaba esta jornada despromovido matematicamente, estando no décimo terceiro lugar a uma jornada do fim.
JOGOS EM DESTAQUE
AR Restauradores Brás Oleiro Vs Matosinhos Futsal Clube
Tratava-se de um jogo entre duas das melhores equipas do campeonato, ainda na luta por um lugar na Taça Nacional. Restauradores e Matosinhos chegavam a este jogo empatados na classificação e a precisar vencer para poderem ainda sonhar com o segundo lugar. Venceu a equipa de Matosinhos por 0-3, estando neste momento em terceiro lugar. Já os Restauradores estão em quinto lugar, e por lá devem ficar. Passemos às declarações dos treinadores de ambas as equipas.
No meu caso, que treino a AR Restauradores Brás Oleiro, “tenho a dizer que foi um jogo muito intenso. Entrámos bem no jogo, tínhamos que correr atrás do resultado e por isso arriscámos desde início na tentativa de chegar primeiro ao golo. O Matosinhos equilbrou e teve também boas oportunidades para marcar, mas ao intervalo o resultado era de 0-0.
Na segunda parte continuamos da mesma forma, mas aí o Matosinhos mostrou ser “mais equipa” do que nós, conseguindo com grande frieza e objetividade marcar três golos, enquanto que nós fomos incompetentes nalgumas abordagens defensivas e na finalização. A vitória final é justa, o Matosinhos foi mais equipa.
Não merecíamos perder por estes números, se calhar o resultado de 2-3 seria mais condizente com o que se passou e atenuaria a nossa desilusão, mas os três pontos estão bem entregues.


Já Pedro Maia, treinador do Matosinhos, começa por dizer que se tratava de um “jogo que já sabíamos que ia ser difícil, perante uma equipa que tinha os mesmos pontos que nós e que até esta altura apenas por uma vez tinha perdido na sua casa.” Pedro Maia refere que “nos primeiros minutos o adversário entrou melhor, mais pressionante e a causar algum perigo para a nossa baliza. Depois de uns primeiros minutos onde o adversário foi melhor, nós conseguimos acertar uma ou outra abordagem defensiva e, por consequência disso, melhorámos e começámos a ter mais bola e também a criar as nossas situações de finalização. Penso que o 0-0 ao intervalo acaba por se aceitar, apesar de se calhar termos mais remates, talvez mais posse de bola e ali um ou outro lance onde podiamos ter ganho vantagem.” No segundo tempo vieram as decisões. O treinador do Matosinhos Futsal Clube indica que “a segunda parte começou como a primeira, com um adversário mais pressionante e a causar algum perigo junto da nossa baliza. Acabámos por nesta fase inicial fazer o 1-0 e isso deu alguma tranquilidade à equipa, que continuou a querer defender bem, hoje em linhas mais baixas, com um pouco mais de contenção. Como é natural, o adversário arriscou mais a partir daí, mas a nossa equipa entregou-se ao jogo, teve espirito de sacrificio, soube sofrer quando foi preciso e depois ainda fomos capazes de decidir bem mais 2 lances na área adversaria e que fecharam o resultado.” Em resumo, Pedro Maia considera que o resultado “justo, mas por números exagerados, num jogo equilibrado até no número de bolas aos postes (penso que duas para cada lado se não estou em erro). A nossa equipa teve uma atitude muito positiva no jogo e estão de parabéns por isso. Parabéns tambem ao adversário, equipa organizada e com bons processos de jogo.” A finalizar, Pedro Maia não esquece a felicitção aos campeões. “Por fim parabéns ao Póvoa Futsal pela vitória no campeonato e ficam os nossos votos de boa sorte para a Taça Nacional de Juvenis. Boa semana de treinos a todos.

AD Modicus Sandim Vs AD Penafiel
Este jogo era fundamental para a equipa de Penafiel poder manter-se na luta pela manutenção e acima da zona de descida. A deslocação era complicada, ao terreno do Modicus, que apesar de estar a fazer uma segunda volta abaixo das expetativas, está tranquilo na classificação, sendo uma equipa bem orientada e sempre difícil de bater. A vitória acabou por pender para o lado da equipa de Penafiel, por 2-3, que assim se mantém em zona segura na classificação, à espera de ver o que vai acontecer no jogo em atraso da JD Gaia frente à AR Restauradores Brás Oleiro. Passemos às declarações dos treinadores intervenientes.
Para Gabriel Pereira, treinador da AD Modicus Sandim, a equipa entrou mal no jogo. “Primeira parte muito apagada da equipa do Modicus, com erros que não podem acontecer e que pagamos caro, indo a perder para o intervalo por 3 a 0!” No segundo tempo, a equipa da casa corrigiu alguns erros, e Gabriel Pereira viu melhorias substanciais na sua equipa. “Segunda parte totalmente diferente em termos de atitude e compromisso, e em que recuperámos para a desvantagem mínima e, infelizmente, não empatámos ou ganhámos por grande ineficácia nossa e algum azar à mistura.

Do lado da AD Penafiel, o treinador Luís Teles destaca que a sua equipa foi para este jogo “com uma determinação e uma vontade enorme de sair do pavilhão com os três pontos. Sabíamos que um deslize ali era o acabar com as possibilidades de ficar na primeira. E foi assim a primeira parte. o ADP sempre por cima, oportunidades atrás de oportunidades. O Modicus pouco ou nada fez e fomos para o intervalo a ganhar 3-0.” No entanto, a segunda parte teria outra face. Luís Teles considera que “a segunda parte já foi bem diferente. Aí o Modicus conseguiu controlar-nos e pegar no jogo, mas com alguns riscos por parte deles. O 5x4 do Modicus é interessante. A bola tanto cai num dos homens do fundo ou fazem uma diagonal para o segundo poste, causando dificuldades. Conseguiram chegar ao 2-3, mas depois os meus jogadores deram tudo, e foi sofrer nos últimos minutos.” O treinador da AD Penafiel finaliza a “felicitar as três equipas que proporcionam um bom jogo de futsal.

Jogos em destaque para a última jornada:
JD Gaia (11º) Vs (14º) CR Bougado: A equipa da casa precisa de vencer para poder chegar à manutenção. Já o CR Bougado vai tentar sair desta prova a pontuar.
AD Penafiel (10º) Vs (4º) Boavista FC: O outro jogo da luta pela manutenção. A equipa da casa vai ter que vencer para poder sonhar com a permanência. Mas o Boavista é um adversário de grande valor. Espera-se muita luta!
Casa FCP Rio Tinto (12º) Vs (2º) CCD Ordem: O jogo que pode ser o da confirmação do CCD Ordem na Taça Nacional. Já os de Rio Tinto irão querer sair em beleza da prova. Têm a motivação de poder ser a única equipa a vencer o CCD Ordem na segunda volta.

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.