Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Ordem na Taça Nacional e AD Penafiel mantém-se na primeira
Na passada semana realizaram-se dois jogos em atraso, que poderiam ainda ajudar a definir algumas posições na tabela. Primeiro realizou-se o JD Gaia – Restauradores, na passada quinta feira, dia 22 de fevereiro.

Este jogo, em caso de vitória para a equipa da casa, colocava-os apenas a depender de si próprios na luta pela manutenção, ficando à frente da AD Penafiel e tendo que vencer na última jornada o CR Bougado em casa. Para os Restauradores tratava-se apenas da luta pelos três pontos e dignificar o campeonato que vinham fazendo, sendo que o quinto lugar já estava assegurado. E, com uma entrada fulminante no jogo, a equipa dos Restauradores vencia por 0-2 aos dois minutos. A equipa da JD Gaia deu tudo, foi atrás do resultado, mas não conseguiria até final mais do que reduzir para 1-3, já quando os Restauradores venciam por 0-3. Assim, para a última jornada, a JD Gaia precisava que a AD Penafiel perdesse ou empatasse com o Boavista FC, e precisava também de vencer o seu jogo.
Outro jogo em atraso que foi realizado, neste caso a 23 de fevereiro, sexta feira, foi o CR Bougado – Boavista FC. Os Boavisteiros levaram a melhor, por 1-5, fazendo valer o favoritismo que lhes era atribuído. Com este resultado, a equipa do Boavista FC ainda sonhava com o segundo lugar, mas apenas caso o Matosinhos Futsal C. não ganhasse e o CCD Ordem perdesse. Claro que o Boavista também teria que vencer a AD Penafiel fora de casa. E assim fomos para a última jornada.
Os campeões, Póvoa Futsal Clube, receberam a equipa da AR Restauradores Brás Oleiro. Ambas as equipas já não tinham nada a ganhar ou a perder, mas ambas mostraram que têm orgulho e que estavam ali presentes para dar um bom espetáculo. O jogo foi equilibrado, com ocasiões de parte a parte e alternância no marcador, acabando-se com um 2-2. O Póvoa terminava assim a prova como campeão e os Restauradores em quinto lugar.
No segundo posto, para o CCD Ordem manter a posição de acesso à Taça Nacional, sem depender de terceiros, teria que pelo menos empatar o seu jogo. Na teoria o jogo seria pouco complicado. Iria ao terreno da equipa da Casa FCP Rio Tinto, já despromovida. Mas, como sempre vim defendendo ao longo do campeonato, esta primeira divisão pauta-se pelo equilíbrio, havendo qualidade em todas as equipas. E assim foi. A equipa da Casa FCP Rio Tinto saiu de forma bem airosa da prova, sendo a única equipa que venceu o CCD Ordem na segunda volta, com o resultado de 4-2, terminando num décimo segundo lugar. Já o CCD Ordem conseguiu mesmo o acesso à Taça Nacional, fruto dos resultados dos jogos de Matosinhos Futsal Clube e Boavista FC. A equipa da Ordem fez uma segunda volta fenomenal, que nem este jogo irá ensombrar.
Já o Matosinhos Futsal Clube terminou a prova no terceiro posto, acabando por receber e vencer o GDR Retorta por esclarecedores 8-1. A equipa de Matosinhos mostrou ao longo do campeonato ser das mais competentes e com mais qualidade, estando até bem perto do fim na luta pelo título e pelo acesso à Taça Nacional. O GDR Retorta teve também momentos muito positivos na prova, jogando de igual para igual contra este mesmo Matosinhos Futsal na primeira volta, bem como frente ao campeão Póvoa Futsal, tendo também tido uma reação positiva na fase final do campeonato que os fez sonhar com a manutenção. A equipa de Campo termina a prova no décimo terceiro lugar.
O Boavista FC precisava de vencer o último jogo e esperar que Ordem perdesse e Matosinhos não vencesse o seu jogo. O CCD Ordem perdeu, mas o Matosinhos Futsal venceu, de nada valendo uma eventual vitória dos boavisteiros em Penafiel. Já a AD Penafiel só tinha na mira um resultado: a vitória. Só vencendo a equipa de Penafiel garantiria a manutenção sem precisar de uma pouco provável escorregadela da JD Gaia frente ao CR Bougado. E, num jogo emotivo e muito bem disputado, foi a AD Penafiel a contrariar as expetativas e a vencer o Boavista FC por 3-1, assegurando assim um lugar na 1ª Divisão na próxima época, fruto de dez pontos em doze possíveis nos últimos quatro jogos. Um excelente sprint final! Já o Boavista FC acaba no quarto lugar, a três pontos do segundo. A turma do Bessa fez um excelente percurso neste campeonato, sendo a que mais tempo se manteve sem conhecer o sabor da derrota. Algumas escorregadelas, alguns azares também, fizeram com que o Boavista se afastasse um pouco do título, mas estiveram sempre na corrida pelo acesso à Taça Nacional.
Em sexto lugar terminou o FC Unidos Pinheirense B, que foi a casa do Rio Ave FC empatar a 3-3. A equipa de Valbom fez uma prova regular, jogando sempre de igual para igual contra qualquer adversário e espreitando sempre os primeiros lugares. Já o Rio Ave FC teve uma primeira volta difícil, mas conseguiu arrancar para uma segunda volta ao nível dos melhores, acabando tranquilamente no nono lugar.
Uma das equipas que melhor capitalizou a última jornada foi a AD Modicus Sandim, que foi a casa da ADC Santa Isabel vencer por 0-3. Com este resultado ultrapassaram o próprio Santa Isabel e também o Rio Ave FC, acabando a prova no sétimo lugar. A equipa de Sandim fez também uma prova tranquila, mas conseguindo uma primeira volta de grande nível, e baixando um pouco o seu rendimento na segunda volta. Já a ADC Santa Isabel, terminou no oitavo lugar, a apenas um ponto do Modicus. A equipa do Santa fez uma primeira e segunda volta idênticas, sempre praticando um bom Futsal e atingindo uma classificação tranquila.
Quem saiu mais triste desta jornada foi a equipa da JD Gaia, que apesar de ter goleado o CR Bougado por 7-0 em sua casa, viu-se relegada à 2ª Divisão. A equipa de Gaia mostrou ao longo da prova ter argumentos para se bater de igual para igual contra qualquer equipa, tendo conseguido por exemplo arrancar um empate ao campeão Póvoa Futsal. Mas, apesar de se ter mantido grande parte da prova acima da linha d’água, viu-se ultrapassada na antepenúltima jornada pela AD Penafiel. Em relação ao CR Bougado, terminou a prova sem qualquer ponto. A equipa de Bougado foi sem dúvida a que mais dificuldades teve neste campeonato, ainda que por vezes conseguisse um ou outro resultado a denotar alguma retoma, nunca confirmada.

AD Penafiel – o grande vencedor da última jornada
Convidámos Luís Teles, treinador da AD Penafiel, para resumir a performance da sua equipa na 1ª Divisão Distrital de Juvenis. O treinador penafidelense começa por falar este último jogo frente ao Boavista FC, que lhes deu a permanência, para depois explicar o percurso da sua equipa.

Quanto ao jogo frente ao Boavista FC, Luís Teles começa por salientar que “encarámos este jogo como uma final da Liga dos Campeões. Sabíamos que ia ser muito difícil, porque íamos jogar contra a uma das melhores equipas da divisão. Mas só dependíamos de nós para ficarmos na primeira.
E as coisas nem começaram bem. “Entrámos no jogo e passados dois minutos já estávamos a perder, numa infelicidade nossa. Mas a partir daí fomos para cima do Boavista e criámos várias situações de golo, até que fizemos um golo numa boa jogada individual. Fomos para o intervalo com o 1-1.
No segunda parte vieram todas as decisões. Luís Teles reconhece que “na segunda parte foi um jogo de nervos da nossa parte, e com muitas oportunidades para ambas as equipas. A meio da segunda parte o árbitro expulsa dois jogadores, um de cada equipa, e foi aí que os meus jogadores mais criativos tiveram espaço e fizemos o 2 a 1.
Depois veio a reação do adversário. “O Boavista veio para cima de nós com vontade de inverter o resultado, mas num lance de contra ataque a pouco tempo do fim fizemos o 3 a 1 e assim podemos respirar de alívio. O objectivo estava cumprido!” O treinador da AD Penafiel termina felicitando “as três equipas pelo grande jogo de Futsal que proporcionaram”.
Quanto à época, Luís Teles reconhece que não foi fácil inverter o rumo dos acontecimentos e fazer os seus jogadores acreditar na manutenção. “Entrámos no campeonato com os meus jogadores com o pensamento negativo, que iam ser o bombo da festa, e não foi nada fácil mudar esse pensamento.”
Houve um momento que o treinador da AD Penafiel identificou como o de viragem, mas nem assim as coisas ficaram fáceis. “O acreditar que era possível foi quando ganhámos ao Rio Ave, mas veio uma série de goleadas que voltou deitar a equipa muito abaixo. A primeira volta foi horrível fizemos só oito pontos. A segunda volta já foi bem melhor. Mas podíamos ter feito mais, principalmente nos jogos que estavam mais ao nosso alcance e que acabámos por tropeçar. E naqueles que levámos goleadas na primeira volta, conseguiamos surpreender os adversários e adeptos com boas exibições, e outros acabámos por perder nos minutos finais.
Apesar dos maus momentos, Luís Teles destaca o caráter dos seus jogadores. “Os miúdos ganharam ânimo e fomos à luta. Colocámos um objectivo dentro do balneário, que nos últimos cinco jogos queríamos doze pontos. E depois via-se no que ia dar. Conseguimos dez pontos, que deram para a permanência.
E assim terminamos a cobertura desta 1ª Divisão Distrital de Juvenis (Juniores B) Masculino. Os nossos parabéns e felicidades para o Póvoa Futsal Clube, Campeão Distrital, e para o CCD Ordem que vão representar o nosso distrito na Taça Nacional.
Parabéns também a todas as outras as equipas que abrilhantaram esta prova, proporcionando grandes momentos de Futsal.
Uma palavra de incentivo às quatro equipas que desceram de divisão, a JD Gaia, a Casa FCP Rio Tinto, o GDR Retorta e o CR Bougado. Que continuem o seu bom trabalho e que continuem e formar novos valores para o nosso Futsal.
O meu muito obrigado também para todos os treinadores que se disponibilizaram a ajudar a abrilhantar este espeço ao longo destas semanas. Sem eles isto ficava muito mais desinteressante.
Vemo-nos na Taça Complementar! Abraço a todos!

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.