Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Presidente do ADCR Caxinas refuta violência entre adeptos
Após a notícia da interrupção do jogo entre o ADCR Caxinas e Boavista FC de Iniciados a contar para o Campeonato Distrital de Júnior C Divisão de Elite 2ª Fase da Série 1, Sílvia Alves presidente do clube caxineiro, quis esclarecer o que se passou verdadeiramente.

Segundo Sílvia Alves, havia um elemento (não identificado como apoiante de nenhum clube) na bancada que estava alterado e a incomodar quem estava lá para ver o jogo, perante isso foi convidado a sair do recinto, mas a reacção do mesmo ao convite foi violenta e houve dois a três elementos da bancada do Boavista FC que vieram ajudar o clube da casa a colocar cobro a essa situação. Na confusão esse elemento alterado ficou ferido num lábio que acabou por sangrar, tendo sido conduzido para fora do pavilhão pelo túnel interior do pavilhão.
Perante esta acção conjunta pode ter havido confusão de pessoas externas e ter confundido com uma situação de tentativa de acalmar a situação como confusão entre apoiantes.
Após a saída do elemento infractor e tendo a equipa de arbitragem visto esse elemento a sangrar, solicitou a força policial que esteve presente e que comprovou a acalmia após o sucedido, e mesmo assim o clube caxineiro pediu à empresa de seguranças que costuma estar na segurança do jogo dos seniores e enviaram três elementos para além dos dois delegados de apoio, mas mesmo assim não conseguiram demover a equipa de arbitragem em não continuar no jogo.
Perante esta explicação Sílvia Alves confirma desacatos na bancada mas não no intuito de que foi descrito e que deram todas as condições à equipa de arbitragem para a continuação do jogo.
Notícia que deu este esclarecimento