Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

Goleadas continuam nesta segunda jornada
Mais uma vez com um jogo a menos, a segunda jornada arrancou com mais algumas goleadas. Começa a ser possível dividir a série em dois grupos o que pode ser indicador de algum desequilíbrio neste grupo.

Sábado à tarde, Gondomar Futsal Clube, que tinha ficado parado na primeira jornada devido ao adiamento do jogo contra o ASS “O Amanhã da Criança”, entrou em campo para receber o CR Bougado. Após empatar com a Juventus da Triana na jornada inaugural, o CR Bougado não conseguiu suster a força ofensiva do adversário neste segundo jogo. Uns expressivos 7-1 por parte do Gondomar Futsal Clube ditam a primeira goleada da jornada e fazem ascender o Gondomar, ainda com apenas um jogo à quarta posição da tabela. O Bougado desce para o oitavo lugar graças ao ponto conquistado na primeira jornada.
De seguida, GCR Ardegães recebeu o CD Aves e continua como a pior defesa do campeonato ao ser, mais uma vez goleado desta vez por uns igualmente expressivos 13-2. Um jogo com apenas uma direção e sentido que o CD Aves dominou por completo e confirmou ser um sério candidato ao “título” desta série ao ascender já na segunda jornada ao primeiro lugar. A equipa de Ardegães desce definitivamente ao último lugar do grupo.
Logo a seguir, Arsenal Clube de Parada recebeu e venceu confortavelmente o ADR S. Pedro Fins que continua como a única equipa sem marcar golos ao perder por 4-0 fora de portas. O Arsenal C. Parada recupera assim posições na tabela depois do desaire da primeira jornada.
Ao mesmo tempo, FC S. Romão recebia o Maia Futsal Clube. Depois da enorme goleada (14 golos), toda a gente esperava ansiosamente por este jogo. Era importante verificar se de facto iríamos encontrar uma equipa do Maia demasiado forte para esta divisão ou se o seu adversário da primeira jornada é que iria ter um campeonato muito difícil. Verificou-se a segunda hipótese. A equipa do Maia, com muita qualidade, mas ao nível de outras equipas desta série, mostrou que iremos ter um campeonato muito competitivo do início ao fim. O jogo começou muito equilibrado, mas a equipa visitante mostrou porque a eficácia é das maiores armas que uma equipa de futsal pode ter.
Primeiro minuto de jogo a bola sobra no centro do meio campo do FC S. Romão e Carlos [8] da equipa do Maia dispara uma bomba que só parou no fundo das redes do guarda-redes da equipa da casa. 0-1 feito e três minutos depois um contra-ataque fulminante da equipa visitante em dois para um resulta no 0-2 que se manteve até ao intervalo. Uma primeira parte muito equilibrada com oportunidades de parte a parte que claramente a equipa visitante soube aproveitar melhor. Na segunda parte mais do mesmo. Duas equipas claramente encaixadas, ambas com poucas opções que deram origem a pouca rotatividade e, por isso, ambas as equipas foram começando a sentir os efeitos do cansaço e reduzindo o ritmo de jogo. Até aos dezoitos minutos de jogo o resultado não se alterou com a equipa visitante a ser defensivamente competente e a conseguir travar todas as investidas do S. Romão que, naturalmente procurou dar a volta ao resultado. Aos dezoitos minutos de jogo, novamente Carlos surge isolado ao segundo poste e finaliza para bisar na partida e fazer o 0-3 para a sua equipa. Este terceiro golo obrigou o S. Romão a rodar a equipa, efeito do cansaço dos seus jogadores e a abrir mais o seu jogo arriscando, o que permitiu ao Maia fazer ainda mais um golo protagonizado pelo atleta João Leite já perto do final da partida com um excelente remate de longe. Tempo regulamentar esgotado houve ainda tempo para um golo de honra do numero 33 do S. Romão que apanhou a bola à entrada da área e fê-la parar dentro da baliza adversária. 1-4 final que mantém o Maia Futsal nos lugares de acesso á fase final, como melhor ataque do campeonato, e desce o FC S. Romão para a sexta posição. Ficam as declarações do treinador do Maia Futsal Clube:
“Foi um jogo muito seguro na totalidade do tempo por parte do Maia FC. Na parte defensiva, sempre com disponibilidade e muita vontade! Na parte ofensiva, muita posse de bola e sempre com o objetivo de finalizar! O adversário só no final do primeiro tempo nos criou alguns problemas principalmente na saída da nossa parte defensiva, problemas esses que nós corrigimos no segundo tempo e o resultado poderia ser muito mais dilatado, pois tivemos várias oportunidades claras! No geral fiquei muito contente com a equipa pois demonstrou uma entrega total de princípio ao fim do jogo!”
Domingo à tarde Juventus da Triana recebia o CD José Lopes e queria apagar o empate que tinha tido na primeira jornada. O jogo não começou sem uma homenagem da equipa da casa a Sr. Fernando desaparecido há algum tempo que para além de sócio era pai de um dirigente e avô de um atleta. Uma atitude de louvar que foi aplaudida por todos os presentes. Fica aqui uma imagem da ocasião:

O jogo começou muito equilibrado e, apesar de a equipa visitante se apresentar apenas com seis atletas no total, aguentou muito bem a força ofensiva do adversário, com uma arbitragem muito permissiva na primeira parte, (várias faltas a passar em claro, sobretudo contra os visitantes e um penalti claro não assinalado a favor da equipa da casa aos vinte e seis minutos) tornaram o jogo muito agressivo e “confuso” nesta primeira parte.
Apenas dois golos para a equipa da casa não faziam antever a goleada a que depois se assistiu.
Na segunda parte o cansaço fez-se sentir sobre os meninos do José Lopes que, estando a perder tiveram de subir linhas e abrir o jogo e não aguentaram a capacidade ofensiva da equipa da Triana que marcou oito golos em vinte e cinco minutos.
Uma vitória expressiva da equipa da casa, quase sempre de contra-ataque aproveitando muito bem o cansaço do adversário que se foi aguentando conforme pôde. De assinalar apenas uma atitude menos desportiva do treinador da equipa da casa, que queremos acreditar se tratou de um caso isolado perante a irritação com a própria equipa, uma vez que da arbitragem nada há que apontar da segunda parte que foi irrepreensível.
Um bom jogo de futsal com uma primeira parte muito equilibrada e uma segunda parte quase de sentido único. Ficam os comentários do treinador do CD José Lopes:

“Bom dia, relativamente ao jogo com a Juventus da Triana esperávamos algo diferente, iniciamos bem a primeira parte, cometemos menos erros, criamos oportunidades, mas não foi suficiente.
Na segunda parte foi o contrário da primeira, permitindo que o adversário fosse mais eficaz.”
ASS “O Amanhã da Criança” e Clube Académico de Pedras Rubras adiaram o seu jogo para dia 6/11 e, por isso não jogaram nesta jornada.

Assim se encontra a tabela classificativa ao fim da segunda jornada, com dois jogos em atraso até ao momento:
Na terceira jornada teremos mais cinco excelentes jogos de futsal.
O jogo da ASS Amanhã da Criança com o Arsenal Clube de Parada foi adiado para data a determinar a pedido da equipa da casa.

Dos restantes cinco jogos, dois serão no sábado à tarde, dois no domingo de manhã e um no domingo à tarde.
Sábado, CD Aves recebe o FC S. Romão. A equipa do Aves quer manter a sua primeira posição e procurará mais uma vitória, enquanto o FC S. Romão quererá corrigir o resultado menos bom do fim de semana passado e irá dar tudo pela vitória.
De seguida, CD José Lopes procurará conquistar os seus primeiros pontos esta época ao receber o Maia Futsal Clube. O Maia “desloca-se” fora mas certamente esse será o fator menos importante uma vez que ambas as equipas têm “casa” no mesmo pavilhão. Veremos quem levará a melhor neste dérbi da Maia.
Domingo de manhã, ADR S. Pedro de Fins recebe o GCR Ardegães. Duas das três equipas ainda sem pontuar, uma certeza temos, pelo menos uma delas irá pontuar. Resta saber qual será e se a equipa de S. Pedro Fins, ainda sem nenhum golo marcado, consegue retirar este zero das suas estatísticas. Algo me diz que será um bom jogo para assistirmos!
Logo a seguir, CR Bougado recebe o C. Académico de Pedras Rubras. A equipa da casa quer somar mais alguns pontos ao único conquistado até agora e tudo fará para garantir a vitória, enquanto a formação de Pedras Rubras quer compensar o tempo perdido sem jogar na jornada passada e irá certamente entrar com tudo para esta partida. Veremos quem sairá vencedor!
Por fim, Juventus da Triana FC recebe o Gondomar Futsal Clube. As duas formações de Gondomar defrontam-se neste dérbi que promete ser um dos jogos mais intensos desta jornada, a não perder!
Cinco excelentes partidas que prometem mais uma semana de excelente futsal, emoções à flor da pele e resultados surpreendentes.
Apareçam nos pavilhões para apoiar as vossas equipas ou simplesmente para assistir a futsal de qualidade pois estes jovens atletas merecem!
Um grande obrigado a todos os treinadores que contribuíram para este comentário, desejo uma boa semana de treinos a todos e uma excelente terceira jornada.
Peço a colaboração de todos os treinadores e diretores que enviem os contactos e comentários a jogos para começar a enriquecer melhor estas análises
Não sendo eu profissional e apenas colaborando de bom grado para este portal, queria salientar aos diversos leitores e sobretudo aos mais críticos que me limito a fazer as análises de acordo com o meu ponto de vista tendo em conta os jogos que o meu tempo me permite ver e, quando não mo permite, os comentários e descrições dos treinadores que aceitam colaborar. O meu email segue em baixo para me enviarem análises, comentários, fotos, vídeos, sobre qualquer jogo desta série. Obrigado.
Contactos:
 Pedro Morais


Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

Não possuí direitos para inserir comentários

Futsal Porto Distrital

Copyright © 2016. All Rights Reserved.