Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Paços vence “super-derby” na Ordem
Nesta sexta-feira a noite, houve lugar a mais um duelo imponente na Divisão de Elite da AF Porto, um verdadeiro clássico entre dois vizinhos que se conhecem como ninguém. 

Depois da eliminação da Taça, o Desportivo da Ordem tentou regressar às vitórias, mas viria a ser surpreendido pelo Paços de Ferreira (4-6), terminando assim o ano 2018 com novo desaire.

Esta partida teve ainda uma conotação especial, uma vez que vários atletas das duas equipas já estiveram do “outro lado da barricada”.
A formação pacense começou melhor e muito por culpa da dupla Vitinha/Miguel Quarenta, ambos vestiram a camisola da Ordem anteriormente. Os da casa estiveram em foco ainda no primeiro minuto, André aproveitou um erro de Miguel Quarenta para rematar com muito perigo.
No entanto, os “castores” vão abrir a contagem, minuto quatro, assistência de Vítor Campos para Miguel Quarenta bater Carlos Rocha.
Determinados a emendar o prejuízo, os locais criaram algumas ocasiões para empatar. Pela frente, Miguel Abreu começava a escrever a história de uma exibição memorável. Sem baixar a intensidade, os pacenses iam carregando, no intuito de chegar ao 2-0. Porém, a Ordem vai restabelecer a igualdade, grande jogada coletiva que seria finalizada por Miguel Tomás ao segundo poste. O placard sofreu nova alteração pouco depois, isto porque Luís Ferreira aproveitou um passe errado de André para ganhar posição e disparar com sucesso para o 1-2, mostrando claramente o elevado grau de eficácia dos contrários. Entretanto, na baliza do Paços de Ferreira, havia uma “muralha” que parava tudo o que se seguia no seu caminho.
A segunda parte, começou com o terceiro tento para os forasteiros, Banana, de livre, tratou de avolumar a contagem. Todavia, a Ordem respondeu com firmeza no minuto seguinte, magnifico trabalho individual de Ricardo Careca a livrar-se de vários oponentes, assistindo depois Miguel Tomás para o bis no encontro. Jogo alucinante, com jogadas de ataque e resposta sucessiva, algo que agradava e de que maneira ao publico. Á passagem dos vinte e seis minutos, nota para a expulsão de Miguel Pereira por reclamar uma falta que foi assinalada, mas não foi registada no placard. Como seria de esperar, os golos continuaram a surgir e aos trinta e um minutos, toque de letra de Fábio Coelho para Paulo Alves faturar o quarto. Volvidos dois minutos, a resposta da Ordem, rápida incursão de André a disparar para defesa incompleta de Miguel Abreu e, na recarga, Miguel Tomás faz o hat-trick.
Quem não teve um jogo fácil foi Carlos Rocha, o guardião dos locais entregou o esférico em Vitinha e originou o 3-5, da autoria de Banana. Com a partida praticamente resolvida, os “castores” acentuaram os números do triunfo, com uma finalização à bomba por parte de Vítor Campos. Noite de pesadelo para o Desportivo da Ordem que viu Huguinho reduzir a desvantagem após uma boa jogada a título pessoal. Contas muito complicadas para a turma de Miguel Pereira que, na próxima jornada, desloca-se ao terreno do Vermoim.

FICHA DE JOGO:
Jogo: CCD Ordem Vs FC Paços de Ferreira: 4-6
Local: Pavilhão CCD Ordem, em Lousada. 240 espetadores.

Ao intervalo: 1-2. 
Marcha do marcador:
0-1: Miguel Quarenta (4´);

1-1: Miguel Tomás (11’);
1-2: Luís Ferreira (13’);
1-3: Banana (21’);
2-3: Miguel Tomás (22’);
2-4: Paulo Alves (27’);
3-4: Miguel Tomás (31’);
3-5: Banana (33’);
3-6: Vítor Campos (37’);
4-6: Huguinho (39’);

CCD ORDEM:
Cinco Inicial: Carlos Rocha, Huguinho, Miguel Tomás, André Martins e Romeu.
Substitutos: Manu, Ricardo Careca, Edgar Santos, Panado, Mário Barbosa e Ricardo Rocha. 
Treinador: Miguel Pereira.

FC PAÇOS DE FERREIRA:
Cinco Inicial: Miguel Abreu, Vitinha, Banana, Miguel Quarenta e Vítor Campos.

Substitutos: Paulo Alves, Bernardo Dias, Nélson, Rúben Andrade, Luís Ferreira e Fábio Coelho.
Treinador: Jorge Garrido.